Clipping

Agentes no Rio matam mais vezes e são mortos com mais frequência. “Um grande drama humano”

Em entrevista para o jornal holandês de Volkskrant, Dayse Miranda (coordenadora do GEPeSP) opina sobre o drama humano de ser policial no Rio de Janeiro, comenta sobre seu ativismo na área de saúde mental e pontua o papel do GEPeSP como ator importante na construção da agenda de prevenção do suicídio.

Confira alguns trechos da matéria:

 

“Miranda entrevistou 224 agentes para sua pesquisa. “80 por cento têm problemas de sono e pesadelos”, diz ela. “Eles têm flashbacks com imagens de seus colegas que são mortos. Precisamos fazer pesquisas adicionais, mas tudo indica que elas sofrem de estresse pós-traumático”.

“Portanto, não é surpreendente que muitos policiais tenham queixas psicológicas. ‘Mas eles dificilmente buscam ajuda porque não sabem que existe’, explica Miranda. ‘Eles simplesmente nunca ouviram falar de cuidados de saúde mental. O treinamento não presta atenção ao impacto mental do trabalho. Eles estão sendo treinados para matar, isso vai continuar ‘.”

“‘Eu me tornei ativista’, diz Miranda. ‘Meu objetivo é fazer com que o suicídio seja prevenido na polícia e estabelecer um bom serviço de saúde mental’. ‘Esta situação é insustentável. Temos agentes doentios nas ruas, com armas de fogo’.”

“Miranda começou o Grupo de Estudo e Pesquisa em Suicídio e Prevenção (GEPeSP), mas está caminhando constantemente contra as paredes. ‘Eu tenho tentado falar com a polícia por meses agora’, diz ela. ‘Eles dizem que não há espaço’. Após uma longa demora, a polícia concordou em uma oficina de prevenção de suicídios. ‘Nós dizemos aos policiais como reconhecer sinais de adoecimento nos colegas’, disse Miranda, encantada com esse avanço.

Ela confia em que seu trabalho acabará por trazer frutos. ‘Um dia, os cuidados de saúde mental serão parte do treinamento da polícia’, diz ela. ‘Então o comandante usará sua autoridade para enviar agentes a um psicólogo’.”

 

Link para a matéria completa: https://www.volkskrant.nl/buitenland/agenten-in-rio-doden-vaker-en-worden-vaker-gedood-een-groot-menselijk-drama~a4523331/