Vamos falar sobre suicídio?

O suicídio permanece no limbo das questões que nós evitamos. Porém, à sombra do silêncio, as ocorrências deste fenômeno crescem. No Brasil, na década de 2000, mais de um milhão e meio de pessoas morreram por acidentes, homicídios e suicídios (mortes violentas). No período de 2000 a 2012, 1.703.499 brasileiros foram vítimas de mortes violentas, sendo 112.506 “lesões autoprovocadas voluntariamente”, em outras palavras, mortes por suicídio.

Neste contexto, é impressionante a falta de atenção que tanto o poder público, quanto a mídia em geral dão ao assunto, sendo possível apontar esse como um dos motivos de tamanha incompreensão do fenômeno. O mito de que falar de suicídio tem um poder de contaminação incontrolável é errôneo e possivelmente, por falta de informação, tem vitimado mais pessoas a cada dia.

Saiba um pouco mais sobre o GEPeSP

Últimas Notícias

Polícia que mata, polícia que sofre: um guia de leitura sobre suicídio entre profissionais de segurança

Por Fernanda da Escóssia Jornalista, professora do curso de Jornalismo do IBMEC Rio; pesquisadora-associada do GEPeSP; mestra em Comunicação pela […]

A busca de apoio nos “laços fracos’

Por Caio Brasil Jornalista e pesquisador do GEPeSP. Pessoas em sofrimento emocional e psíquico tendem a procurar relações distantes para […]

“O principal fator para o suicídio do idoso é o isolamento, a solidão”. GEPeSP entrevista Cecília Minayo

Um problema invisível e silencioso se espalha pelo Brasil: o abandono de pessoas idosas. Quem os abandona não são estranhos, […]

Confira todas as notícias