Atividades

GEPeSP promove curso de prevenção e posvenção do suicídio


Por Caio Brasil,
Jornalista e pesquisador do GEPeSP.


O GEPeSP realizou nos dias 16 e 23 de março, em parceria com o Instituto Vicente, o curso Prevenção e Posvenção do Suicídio. A atividade reuniu 20 participantes de diferentes áreas de conhecimento, no auditório do Carioca Offices, em Vicente de Carvalho, Zona Norte do Rio de Janeiro.

Dividido em quatro módulos, o curso apresentou noções básicas de prevenção do suicídio e estratégias de intervenção com sobreviventes. A capacitação expôs como identificar, avaliar e abordar pessoas em risco suicida, os fatores de risco e de proteção, além de apresentar experiências de prevenção implementadas em cidades brasileiras, e sobre as consequências da morte por suicídio e como oferecer acolhimento aos enlutados.

Para a Dra. em psicologia social Alexandra Vicente, diretora técnica do Instituto Vicente e pesquisadora do GEPeSP, é muito importante “dar espaço para pessoas que moram no subúrbio, nessa região que é mais próxima da Baixada Fluminense que do Centro e Zona Sul”. Ela conta que a região carece de iniciativas assim: “É importante dar espaços como esse. A dificuldade de não ter ferramentas para lidar com a angústia não é diferente para quem mora aqui ou na Zona Sul”, explica a diretora do Instituto Vicente.

A participante do curso e psicóloga recém formada Railine dos Santos de Queiroz conta que conheceu o GEPeSP através do estágio na Coligação dos Policiais Civis do Estado do Rio de Janeiro e do livro “Por Que Policiais se Matam?”. Ela explica que percebeu a necessidade de aprofundamento no tema com o aumento do número de policiais em sofrimento e que cometem suicídio.  “Os policiais vestem a capa do Super Homem e dizem ‘eu não posso sofrer’, ‘eu não posso falar sobre isso porque é fraqueza’, mas temos acompanhado no dia-a-dia o aumento do sofrimento desses agentes. Por isso a urgência de nos fortalecermos com conhecimento, técnicas e informações”, comentou a psicóloga.

A estudante de psicologia Ivana Brito, também participante do curso, revelou que levará do curso “reflexões sobre o assunto e as formas de se perceber que a pessoa está propensa ao suicídio. Descobri como é importante o trabalho de prevenção e, também, como é determinante o trabalho com os familiares e amigos enlutados”.

Iniciativas como essas são urgentes. Em 2016 o Brasil registrou uma morte por suicídio a cada 46 minutos, somando 11.433 mortes aquele ano, segundo informações mais atualizadas do Ministério da Saúde. Esses números representam um crescimento de 2% em relação a 2015. A taxa oficial de mortalidade por suicídio saltou de 4,9 a cada 100 mil pessoas em 2007 para 5,6 em 2016. Entre homens, a taxa de suicídio chegou a 9,2, apresentando aumento de 28% em uma década. Entre as mulheres, a taxa atingiu 2,4 em 2016.

Dando seguimento a parceria com o Instituto Vicente, o GEPeSP oferece o curso Manejo do Comportamento Suicida, ministrado pela psicoterapeuta Karina Okajima Fukumitsu, no dia 27 de abril. A capacitação será no Carioca Offices – Auditório Business, em Vicente de Carvalho. O investimento é de R$ 380,00. A ementa com o conteúdo programático, forma de pagamento, endereço completo e outras informações sobre curso pode ser acessada clicando aqui. As inscrições podem ser feitas através do link.

Pós-doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade São Paulo (USP) e pesquisadora com ênfase nos estudos sobre processos autodestrutivos, prevenção ao suicídio, posvenção e acolhimento da vida, Karina Okajima Fukumitsu é uma das principais referências sobre o tema no Brasil. O GEPeSP entrevistou a psicóloga e a reportagem pode ser lida clicando aqui.